The Death of Me
Não vou deixar você ser a minha morte
Não, eu me recuso a deixar você me derrubar
Eu perdi minha cabeça antes
Mas agora estou de volta e estou melhor do que nunca
O diabo veio para me levar para o inferno
Mas eu já estou lá
»
© theme

(via owvegas)

(via a-exilada)

bnpae:

Me and Lena having a great time ;)

(via sexthing69)

  • O que o professor fala: "Semana que vem tem provas"
  • O que eu entendo: "Feliz jogos vorazes e que a sorte esteja sempre ao seu favor"
Eu amava você dormindo, de barriga pra baixo, os cachos espalhados no meu nariz, o suor na nuca secando ao longo da noite, sua barriga enchendo de ar de forma errada porque você respira mal. Eu amava você chamando seu bruxismo de vampirismo e depois dizendo que eu te deixava nervoso. Eu amava o medo que você tinha de eu te amar em tão pouco tempo e do sentimento ser grande o suficiente para eu perceber, colorir e decorar suas minuciosidades desimportantes. Amava sem você fazer nada, só respirando pesado, só lutando com seu peito angustiado, só perdido, só tentando ficar mesmo não sabendo como.
Tati Bernardi.   (via verbografos)

(via verbografos)

(via sussurres)

Desculpa se te magoei, decepcionei, não fui bem aquela que você pensava que eu seria. Mas agora nem eu sei quem sou. Na vida a gente faz tantas escolhas, não é verdade? E muitas vezes uma escolha aos olhos do outro é errada. Muitas vezes um caminho aos olhos do outro é tortuoso. Mas eu quero caminhar com minhas próprias pernas, me quebrar se preciso for, me estatelar no chão, me juntar e recomeçar. Sozinha.
Clarissa Corrêa. (via 4de-fevereiro)

(via 4de-fevereiro)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 »